FORMAR LÍDERES ÉTICOS E SUSTENTÁVEIS


Como andar de bicicleta, liderança é algo que você só aprende se tiver oportunidade de praticar – e todos podem praticar, pois está sempre ao nosso alcance na família, no grupo de amigos, ou mesmo na faculdade ou na atividade profissional. Mas ao contrário de andar de bicicleta, sobre liderança há grande variedade de livros, cursos, treinamentos e outros recursos que permitem aprimorar o perfil dos líderes, ou melhor, preparar os líderes em potencial.

E a liderança não tem época para nascer. Ainda mais agora que existem múltiplas possibilidades de participação comunitária nos diversos mecanismos de controle social estabelecidos pós-constituição de 1988.

Talvez você deva estar pensando “será que posso ser um líder?”.

Existem indivíduos que despontam naturalmente para exercer esse papel e certamente o farão se o ambiente favorecer. Mas mesmo eles precisam de orientação para empregar essa habilidade e toda a energia em nome do bem coletivo. Trata-se de um exercício associado à consciência de responsabilidade social. Onde a gestão é democrática e participativa, há a oportunidade de desenvolver essa característica em diversos agentes. Somente governos e organizações autoritários e centralizadores não permitem isso.

Geralmente, é uma pessoa empreendedora, que se empenha em manter o entusiasmo da equipe e tem autocontrole e determinação, sem deixar de ser flexível.

Os dirigentes que desenvolveram as competências de liderança nunca se deixam paralisar diante dos desafios. Os que não as têm, contudo, se sentem imobilizados diante de pessoas que resistem às mudanças, sobretudo aquelas que manifestam de forma mais veemente seu incômodo com situações que causam  desconforto. Em vez de colocar energia em atividades burocráticas e administrativas, fazendo fracassar os propósitos de criação de uma comunidade de aprendizagem, cabe aos gestores – e a todos os agentes sociais, na verdade – promover o entendimento de que as adversidades são inerentes ao processo de gestão  participativa. O enfrentamento delas implica o desenvolvimento da compreensão sobre si mesmo, sobre os outros e sobre o modo como o desempenho individual e coletivo afeta as ações da organização.

A proposta do Programa Cidade Educadora é formar novos  líderes éticos e sustentáveis. Foi essa a linha do primeiro  curso, em 2008.  O líder sustentável deve estar conectado com as mudanças, ter sensibilidade contextual, saber interpretar os sinais do realidade, e antecipar-se a ele, identificando oportunidades e criando suas estratégias de atuação.  Para isso, precisa passar credibilidade, despertar a confiança, ter senso de justiça e ética, comunicar com transparência, formar parcerias e redes de valor e, principalmente, estabelecer coerência entre suas estratégias e ações. O líder sustentável cria valor no presente, sem destruir os recursos do futuro.

O principal atributo do líder é ouvir e dialogar. O segundo é a transparência em relação aos projetos que coordena, às pessoas e aos públicos com os quais tem que se relacionar. Deve ser uma pessoa coerente  que coloque o respeito á vida em primeiro lugar. O líder inspirador é aquele que baseia suas entregas em atributos que não são exclusivamente consequência da ação que está fazendo.

Desenvolver líderes sustentáveis requer muito mais do que treinar habilidades.  Envolve desenvolver valores e atitudes, novos modelos mentais.

Durante os cursos, o Programa Cidade Educadora sempre  colocar a ética como questão central – São muitas as barreiras para a adoção de um foco mais ético nas organizações, enfim, na vida cotidiana. Os líderes atuais decidem pela coletividade, fazem “acordos” inspirados por interesses pessoais. Nas conferências estaduais e nacionais das cidades vemos como os líderes passam por cima dos interesses das bases. E isso que precisamos mudar com a formação de novos líderes éticos e sustentáveis.

Formar novos líderes com a pedagogia da sustentabilidade, que seus princípios éticos estejam presentes em todas as práticas.

Frank Barroso.
ANTERIOR Olá mundo!
PRÓXIMO A ESCOLA UNITÁRIA

Não há comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *